Director: Cónego Dr. Manuel Joaquim Geada Pinto

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Site-Quarta-Feira,16 de Abril de 2014

VER, COMPREENDER E CRER

Os lençóis lá estão no lugar, enrolados. Ninguém tocou em nada, mas o corpo não está lá. Como sair de lá de dentro? Estritamente incompreensível. O discípulo que Jesus amava vê as ligaduras. Pedro contem-pla-as. Mas tudo é insensato. Quem poderia ter tido

De repente, entrando por sua vez, o discípulo vê. Vê o invisível. “Vê” como se diz: “Vejo o que tu queres dizer”.  Dito de outra forma: compreende. Compreende a realidade do que Jesus tinha anunciado. Então, acredita no que Jesus tinha dito. Vê agora que “era preciso que Jesus ressuscitasse de entre os mortos”. Há, em primeiro lugar, um facto brutal que se impõe: o túmulo está aberto, tudo ficou como estava em sexta-feira à tarde, mas o corpo de Jesus não está lá... É preciso compreender, interpretar esses indícios.
A fé no anúncio que Jesus fez da sua ressurreição permite esta interpretação. O encontro do Ressuscitado vem confirmar que fizeram bem em acreditar ou despertar esta fé. Na tarde de Páscoa, o Senhor fará uma longa catequese com os discípulos de Emaús. Abrirá o seu espírito à compreensão das Escrituras. Ensinará a regressar ao gesto surpreendente de Quinta-Feira Santa: antecipação da sua vinda gloriosa, realização da sua presença.
A Eucaristia celebrada na fé permanece, até ao regresso do Senhor, a manifestação permanente do Ressuscitado. Permite-nos entrar na oferta que Ele faz da sua vida.. Comungando o Ressuscitado, podemos morrer para nós mesmos, para podermos amar: Como Ele!

Enviar a Amigo
Imprimir
Favoritos
Homepage

Terça-Feira,26 de Setembro de 2017

Pesquisa

Capa da edição em papel

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Copyright © 2010 Amigo da Verdade
Powered by Peakit