Director: Cónego Dr. Manuel Joaquim Geada Pinto

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Site-Sexta-Feira,01 de Agosto de 2014

NO ADRO...

—Ora seja louvado e adorado Nosso Senhor Jesus Cristo! —Para sempre seja louvado, no Céu e na Terra, e Sua Mãe, Maria Santíssima!


—Então, compadre, que fazes por aqui?!
—O que vê! Vim tomar o pequeno almoço e daqui vou para a praia. É servido?!
—Não, obrigado! Hoje é Domingo, tenho que ir à missa e quero comungar. Falta apenas meia hora!
—Eu, lá na terra, também costumo ir sempre à missa, mas aqui na praia não posso. A gente deita-se tarde; pela manhã, levanta não levanta, é uma trapalhada. A igreja quer-me parecer que está um bocado longe, de maneira que a maior parte dos Domingos não posso lá ir!
—Mas então tu não és católico?!
—Ora essa! Então não havia de ser?!
—Mas que caso fazes tu do preceito da Santa Madre Igreja que manda ouvir missa inteira aos domingos e festas de guarda, tanto na praia como fora dela?!
—Mas olhe que eu vou sempre receber as cinzas e, na Semana Santa, nunca falto à adoração da Cruz, e quando é das procissões pego à vara do pálio!
—Bonito! Eu falo-te em alhos e tu respondes bugalhos! Não se trata disso! Trata-se de irá missa todos os Domingos!
—Mas eu já te disse que, às vezes, também vou!
—Mas não devia ser só às vezes!... O mandamento da Igreja diz «todos os domingos e festas de guarda». Outra coisa: —Tens feito a tua comunhão pascal?!
—Isso já há bastante tempo que não!
—E julgas-te cumpridor!
—Mas sou respeitador. A minha mulher e os meus filhos nunca faltam à missa e comungam até frequentes vezes!
—Ora ai está! Tu fazes-me lembrar aqueles indivíduos que antigamente, quando lhes safa a sorte de irem para soldados, pagavam a alguém que fosse fazer o serviço militar por eles! Ora no cumprimento dos deveres religiosos isso não pode ser! Na Igreja Católica não há lugar para católicos honorários! Cada qual tem que responder por si e fazer pessoalmente a sua obrigação!
—Mas olhe que eu também pago para a irmandade das almas...
—Meu caro amigo, não apresentes mais desculpas! Tu és, como tantos outros, um católico como aquilo que estás tomando: um católico de café com leite!
—Não percebo!
—Deus fez o café e o leite: nós é que fazemos a mistura!
—Lá isso é verdade!
—Ora os católicos como tu são católicos de café com leite, porque nem são bem católicos nem bem ateus, nem peixe nem carne, nem quentes nem frios, pertencem à categoria daqueles que Nosso Senhor disse que vomitava da Sua boca, porque não se entendia com eles, por serem tíbios. Portanto, compadre, toma o meu conselho: sê católico, mas a valer e em toda a parte! Um católico, hoje em dia, tem que ser assim: tem que ser apóstolo, tem que ajudar o seu pároco nas iniciativas paroquiais, tem que auxiliar, com o seu dinheiro, a imprensa católica, as coisas da Igreja, as casas de assistência, os Seminários, etc. isto além do cumprimento integral dos seus deveres. Quem assim não fizer é católico de meia tigela!
—Tem toda a razão, compadre! Essa garruça enterra-me até às orelhas!

Enviar a Amigo
Imprimir
Favoritos
Homepage

Terça-Feira,19 de Setembro de 2017

Pesquisa

Capa da edição em papel

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Copyright © 2010 Amigo da Verdade
Powered by Peakit